• www.mesaofrio.com.pt
  • www.mesaofrio.com.pt
  • www.mesaofrio.com.pt
  • www.mesaofrio.com.pt

História

Lazer

Vitivinicultura

Gastronomia

Artesanato

Alminhas Junto ao Cemitério

  • Versão para impressãoEnviar por E-mail

"AS ALMINHAS DOS CAMINHOS / COM SINGELEZA E COM GRAÇA / LEMBRAM O ETERNO DESTINO / AO VIANDANTE QUE PASSA"

Localização sobranceira ao rio Douro, em zona de povoamento disperso da Região Demarcada do Douro. Isoladas, à face da estrada, em frente ao cemitério, localizado do lado oposto.

Arquitectura religiosa, vernácula. Alminhas de encruzilhada assentes em muro de xisto, com remate em cornija ondulada coberta por telhado e nicho central em arco, com grade e caixa metálicas abrigando painel de azulejo policromo recente.
Descrição
Planta rectangular com embasamento de alvenaria de xisto aparente, corpo com lados de recorte encurvado, rebocado e pintado de branco, remate em cornija ondulada com moldura coberta por telhado de 4 águas. No centro abre-se um nicho de vão moldurado, em arco, assente em cornija moldurada, possuindo coroamento de cruz latina e pirâmides laterais em médio relevo, acompanhando a moldura. No interior do nicho, protegido com gradeamento metálico ornamentado com enrolamentos de volutas e caixa de esmolas na base, pintado na cor verde, um painel de azulejo policromo de tipo industrial. Este apresenta dentro de cartela sobre fundo branco imagem da Virgem coroada com o Menino ao colo sobre nuvens dominando, no plano inferior, 2 anjos dispostos lateralmente em posição de prece e auxílio das almas representadas entre as chamas do Purgatório. Em cartela do mesmo tipo, situada em plano inferior, a legenda: "AS ALMINHAS DOS CAMINHOS / COM SINGELEZA E COM GRAÇA / LEMBRAM O ETERNO DESTINO / AO VIANDANTE QUE PASSA. / PODEIS DIZER QUE NÃO TENDES / ALMINHAS A SUFRAGAR ? / PAI OU MÃI, IRMÃOS, AMIGOS, PODEM ESTAR A PENAR... / M G".
Acessos
EN. 101, entre os Kms 162 e 163; Fl. 126
Grau
3
Enquadramento
Rural. Meia-encosta virada a SE. sobranceira ao rio Douro, em zona de povoamento disperso da Região Demarcada do Douro. Isoladas, à face da estrada, em frente ao cemitério, localizado do lado oposto. Inserem-se na zona de cunhal de um muro de xisto que divide terreno de vinha e olival com a estrada nacional e caminho velho que vence a encosta de Vila Jusã para Mesão Frio.
Utilização Inicial
Religiosa: Alminhas
Utilização Actual
Religiosa: Alminhas
Propriedade
Pública: municipal
Época Construção
Séc. 19 / 20
Cronologia
Séc. 19 - provável construção; séc. 20 - colocação do painel de azulejos.

 


Características Particulares
Inseridas num muro de alvenaria de xisto, típico da região duriense, apresentam embasamento de xisto aparente, mas em alvenaria com as juntas tomadas. As alminhas destacam-se também pelo seu enquadramento rural, junto a um velho caminho murado cortado nesse ponto pela estrada nacional.
Dados Técnicos
Estrutura autoportante.
Materiais
Estrutura de alvenaria de xisto rebocada e pintada de branco no plano superior, molduras do nicho e cornija em granito, cobertura de telha de aba-e-canudo, grade e caixa de esmolas em ferro pintado na cor verde, painel de azulejo cerâmico policromo de tipo industrial.
Fonte
S.I.P.A. por Ricardo Teixeira

 

Freguesias e Património

Mesão Frio oferece mais...