piarFala a história antiga que este lugar foi povoado pelos pedreiros que fizeram a ponte do Piar, mandada construir em Barqueiros pela rainha D. Mafalda que, pelo que se vê, muito quis a estes sítios. Ainda se encontram submersos no rio Douro os pilares, facto que deu o nome de Piar ao local onde se encontram. Era constituída por muros com cerca de três metros de largura e vinte metros de comprimento. Os muros centrais (pilares) serviam como apoio da ponte e também para conduzir a água entre os muros laterais, por isso são igualmente longos. O material utilizado foi o xisto e a configuração é idêntica aos muros que podemos actualmente observar nos socalcos, apenas são compostos por pedras de maior dimensão. O muro da margem norte do rio dista cerca de 50 metros do extremo da Quinta do Piar e ainda existe o caminho público que parte da estrada municipal até ao local e que terá sido usado como acesso. Diz-se que já existia em 1205.