• www.mesaofrio.com.pt
  • www.mesaofrio.com.pt
  • www.mesaofrio.com.pt
  • www.mesaofrio.com.pt

História

Lazer

Vitivinicultura

Gastronomia

Artesanato

Casa do Terreiro

  • Versão para impressãoEnviar por E-mail

Casa do Terreiro, nobre solar setecentista,. Falar desta Casa é viver lembranças, de outros tempos, em que o próprio rei D. Carlos vinha para aqui caçar com o último morgado, organizando-se por essas ocasiões esplendorosas festas nas quais se reuniam a fina-flor da nobreza duriense A figura mais mediática que aqui nasceu foi o fidalgo António Borges Barreto da Gama e Castro, último morgado do vínculo da Casa do Terreiro e descendente directo, por varonia, de Vasco da Gama e D. João de Castro, um dos mais importantes vice-reis da Índia.

Arquitectura residencial, barroca. Casa brasonada barroca, de planta quadrangular com pátio central e capela integrada rectangular.
Descrição
Casa de planta quadrangular de três pisos com pátio ao centro e capela integrada. Volume simples com uma única cobertura em telhado de duas águas. Pequeno terreiro lateral para E. permite através de um portão engradado a entrada no imóvel. No alçado E. da casa ao nível do 1º piso estão localizados dois portais, sendo um deles de características mais simples. Fachada principal simétrica orientada a S., adossada ao caminho, com um embasamento em granito. Sobre este, e perfeitamente alinhadas, desenham-se no piso térreo pequenas frestas rectangulares, no intermédio, e correspondente a piso nobre, janelas de sacada, prolongadas por umas pequenas aberturas que iluminam o mezzanino e se encostam à cornija. As restantes fachadas repetem de uma forma ritmada o mesmo tipo de aberturas excepto a das traseiras. Esta, dado o declive do terreno, apresenta a redução de um piso e é mais fechada, marcada apenas por janelas engradadas. Numa das esquinas ao nível do piso nobre sobre o caminho localiza-se uma pedra de armas. A capela localizada numa esquina da fachada voltada a E. está ligeiramente saliente tendo dois registos e apresenta três vãos, sendo um deles o portal de entrada rematado por frontão de volutas interrompido e encimado por um vão de verga ligeiramente arqueada. Na parte superior desta um óculo quadrilobado, sobre a qual está fixado um sino. Na capela pode ler-se a seguinte inscrição "ESTA CAPELA E CAZAS MANDOU FAZER MANOEL DE GOUVEIA FRIAS ANNO DE 1740 PADER NOS AVE MARIA POR SUA ALMA".
Acessos
Desvio da EN 108, EM 602-1. VWGS84 (graus decimais) lat.: 41,169762; long.: -7,844630
Protecção
Incluído no Alto Douro Vinhateiro - Região Demarcada do Douro
Grau
2
Enquadramento
Urbano, isolado, inserida numa das ruas do aglomerado de Cidadelhe. Implanta-se a meia encosta, sobre uma plataforma elevada, disfrutando de vistas panorâmicas sobre o Douro.
Utilização Inicial
Residencial: solar
Utilização Actual
Residencial: solar

 

Propriedade
Privada: pessoa singular
Época Construção
Séc. 18
Cronologia
1740 - Construção da Casa por iniciativa de Manoel de Gouveia Frias; 1880 - data inscrita no pátio e que se julga relativa a obras de beneficiação da casa.
Características Particulares
Alçados de composição simétrica e fenestração regular. Volutas e frontões interrompidos no remate superior das janelas. Posição emergente no contexto.
Dados Técnicos
Paredes autoportantes de granito.
Materiais
Paredes exteriores de alvenaria rebocada pelo lado interior e exterior; cobertura em estrutura de madeira revestida a telha de barro; caixilharias de madeira; pavimentos em soalho de madeira; guardas das varandas em ferro pintado.
Bibliografia
AZEVEDO, Carlos de, Solares Portugueses, Lisboa, 1988.
Fonte
S.I.P.A. por Ricardo Teixeira e Isabel Sereno

 

Freguesias e Património

Mesão Frio oferece mais...